CONHEÇA NOSSA HISTÓRIA

 

Em 2014 na pacata cidade de Gravatal SC, nascia o Pedalando Pela Vida. Seria uma iniciativa de um grupo de amigos para ajudar uma única criança com necessidades especiais que na época precisava de um triciclo adaptado para continuar o tratamento de fisioterapia. Movidos pela vontade em ajudar, resolveram fazer um passeio ciclístico em Gravatal para arrecadar fundos e assim comprar o triciclo adaptado. Durante vinte dias os convites informais foram espalhados via internet na mesma velocidade que se percebeu que não seria um simples passeio ciclístico.

Nascia o Pedalando Pela Vida. Nasceu grandioso e forte! Trouxe mais de 230 ciclistas ávidos por conhecer as estradas da região, ansiosos para saber o que os esperavam.

Naquele ano, o impensável aconteceu. Subiram no ponto mais alto e mais dificultoso de Gravatal os 230 ciclistas, levados pela vista 360 graus da cidade e no pensamento a certeza de estar ajudando alguém.

Com o término do passeio, o resultado positivo apareceu. Além do triciclo, mais de 50 cestas básicas também puderam ser adquiridas e doadas para as cidades que participaram do evento. Neste ponto, soube-se que esta corrente do bem não poderia parar.

E assim já em 2015 o 2º  Pedalando Pela Vida renasceu.

Renasceu porque mudou o foco de ajuda. Desta vez, a ajuda prestada seria em doação de sangue. Os participantes deveriam se comprometer a doar sangue nos meses que antecediam o evento para receberem uma camisa especial de doador.

E assim foi. Nos meses anteriores ao evento, mais de 250 doações de sangue proveniente desses ciclistas vinham de todas as partes do estado. O 2º  Pedalando Pela Vida tornou-se ainda mais importante pela abrangência da campanha e pela quantidade de novos doadores que os Hemosc relatavam diariamente.

E desde 2015 o Pedalando Pela Vida só cresce. A cada ano as doações aumentam. Passando inclusive as fronteiras do estado de Santa Catarina, chegando no estado vizinhos de Rio Grande do Sul.

Em 2018, aconteceu a 5ª Edição do Pedalando Pela Vida, um evento em que se contabiliza mais de 4 mil vidas salvas pela iniciativa dos ciclistas participantes, ou seja, a doação de sangue.

Neste ano, um vídeo foi apresentado no ápice do evento, nele um garoto de 7 anos agradecia a todos os ciclistas doadores pela oportunidade de receber a doação e assim continuar com vida.

O momento emocionante só confirmou ainda mais a existência deste evento que precisa existir para que mais vidas sejam salvas, e para que mais e mais pessoas tornem-se novos doadores perpetuando assim a corrente do Pedalando Pela Vida.

Fundo 1.jpg